domingo, setembro 24, 2006

Serenidade

Não sei bem onde foi, nem sei precisar quando foi …
Sei que passou por nós, contornou a nossa presença e deixou um rasto de sorrisos que tocou o rosto de todos.

Não sei quanto tempo vai durar, nem sei se vai voltar…
Sei que seguiu o seu caminho num passo silencioso, seguro, tranquilo e sei que vive em qualquer momento, em todos os lugares.

Não sei como se chama, mas eu chamo-lhe… serenidade.

1 comentário:

Lisa disse...

Isso, minha amiga eu quero é vê-la serena, tranquila e alegre. E quem fala assim não é gago, por isso mereces que esta serenidade te siga durante muito mais tempo assim como te rodeie no teu dia a dia.
Um abraço desta tua amiga e espero poder contribuir para que tal aconteça...mas tu já és uma mulher serena...
lisa