terça-feira, setembro 11, 2007

À minha amiga imaginária...

Não te suporto mais…
És ridícula, desadequada e passas a vida fora de contexto, como um palhaço entre dançarinos de ballet ou uma girafa como animal de estimação.