quarta-feira, novembro 02, 2011

Felicidade vs. Infelicidade

O Texto foi retirado de um blog que eu adoro : "às nove no meu blog", que por sua vez já tinha sido retirado de um outro blog "Tanto para contar". Como realmente me identifiquei com o texto, pela beleza das palavras e das ideias e pela lufada de esperança que transmite, partilho-o aqui:

Não entendo esta coisa de escolher ser infeliz.

Já dizia o anúncio que a felicidade é uma viagem que se começa de pequenino. Porque não vem do material, não vem do dinheiro, não vem do trabalho nem da realização profissional. Não vem do estarmos juntos ou separados. Vem do ser, em cada momento da nossa vida, aquilo que queremos ser. Claro que o ser implica o ter e o fazer, mas é diferente. E eu acredito que a felicidade vem da conjugação do verbo ser.

Hoje sou aquilo que quero ser. Seja isso uma profissional realizada, uma mãe dedicada, uma esposa carinhosa. Seja eu hoje apenas um projecto de algo que quero ser amanhã, porque é este o timing, porque é assim que a vida se constrói. Hoje sou feliz porque não há outro sítio onde gostasse de estar, não há nada que me fizesse mais feliz do que estar aqui. E o aqui pode nem sequer ser geográfico. O aqui pode ser nada mais que um estado de alma, uma decisão, um caminho para qualquer lado.

E é por isso que não entendo esta coisa de escolher ser infeliz, de passar pelo espelho e virar a cara, ao invés de parar e perguntar "Como é que eu sou feliz hoje?". Normalmente, se a pergunta é simples a resposta ainda é mais, e vem de dentro, do coração, pelo que nem é preciso pensar. É só respirar fundo e escutar. E depois arregaçar as mangas e continuar a andar, em direcção a esse sítio onde hoje, seremos felizes.

2 comentários:

Paulo Medeiros disse...

feliz ano novo!

sumon tripura disse...

Nice post, impressive. It’s quite different from other posts. Thanks for sharing. For more information visit herbal incense for sale