sexta-feira, outubro 03, 2008

Há dias assim

Praças calcetadas a escarlate e ferrugem
Toada de ramos de árvores sincronizados
Dique de lágrimas em dia de tempestade
Perguntas sem resposta em dias absurdos

Loucos que assustam com gritos mudos
Vento forte em ambiente de surrealidade
Segredos e receios em passos apressados
Lugares apinhados de vazio em vertigem

2 comentários:

Dexter disse...

Um dia de Outono...

I LOVE YOU disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.